Guru Hub
O que é ETF? Como investir e funciona esse investimento

O que é ETF? Como investir e como funciona esse investimento

Os fundos de índices negociados em bolsa podem ser uma boa opção para quem busca diversificação de um jeito mais simples. Entenda.

Investir na bolsa, arriscando um pouco, mas sem arriscar demais. Essa é uma das formas de definir o interesse das pessoas pelo chamado ETF (Exchange Traded Fund, em inglês) ou fundo de índice. Abaixo, entenda o que é ETF e como funciona esse tipo de investimento.

O que é ETF?

ETF (Exchange-Traded Fund) é uma abreviação para fundos negociados em Bolsa e é uma coleção de ações ou outros ativos. Ao comprar um ETF, você compra todas as ações que estão no ETF sem precisar comprar cada uma separadamente.

Assim como as ações, os ETFs são negociados em bolsa e, por isso, podem ser comprados e vendidos ao longo do dia. Ainda, geralmente seguem um índice como, por exemplo, o Ibovespa. O ETF mais conhecido é o BOVA11 que reflete o índice Ibovespa.

Outros ETFs podem espelhar outros índices como o IVVB11 que segue o índice norte-americano S&P 500. Este índice engloba as 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Assim, quando esses índices aumentam ou diminuem, o preço do ETF e o valor do seu investimento também acompanha o índice.

Entenda Fundo de investimento para entender a matéria:

Um ETF é composto por uma série de ativos financeiros, administrados por uma gestora especializada, que tem como investidores um grupo de pessoas. Para investir no fundo, cada pessoa compra uma “cota” de participação – cujo valor varia de acordo com o produto. Ao invés de investir diretamente, o investidor paga para ter uma cota de um fundo administrado por uma gestora.

Por estar atrelado a algum índice de referência, o ETF é composto de uma forma que consiga “imitar” o indicador. Um fundo referenciado no Ibovespa, por exemplo, deve ser composto pelas mesmas ações do índice e nas mesmas proporções.

Resumo da ópera: ETF é como uma prateleira de ativos financeiros – que podem ser de renda variável ou fixa –, administrada por uma gestora, que tem como referência algum índice.

Quais são os tipos de ETFs?

Existem diferentes tipos de fundos de índice: de renda variável e de renda fixa. Abaixo explicamos melhor sobre cada tipo de ETF:

ETFs de renda variável

Os ETFs de renda variável, também chamados de ETFs de Ações, são fundos negociados em Bolsa formados por ações que correspondem a um índice de referência reconhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), como o Ibovespa. 

ETFs de renda fixa

Os ETFs de Renda Fixa são fundos negociados em Bolsa que buscam refletir as variações e a rentabilidade de índices de renda fixa – compostas principalmente por títulos públicos ou títulos privados.

Características de um ETF

O ETF é um investimento mais sofisticado do que uma ação ou o Tesouro Direto, e por isso é necessário saber das características desse tipo de investimento:

Leia também ✔️  Qual a diferença entre investir em ações e fundo de ações?

Diversificação

Como um ETF é composto por diversos ativos financeiros, o investidor consegue ter uma diversificação mesmo com um único produto.

Gestão passiva

Uma vez que a composição do ETF está atrelada a algum índice já existente, a gestora do fundo só precisa replicar os ativos e suas proporções – fazendo uma gestão passiva dos investimentos.

Já a gestão ativa é feita quando os ativos são escolhidos a partir de outros fatores e não estão atrelados a nenhum índice.

Liquidez

Os ETFs são negociados nos pregões da B3, facilitando a compra e venda das cotas. Para fundos de índices de renda variável, o prazo para liquidação é de 2 dias a partir da data de negociação. Já para os de renda fixa, o prazo é de apenas 1 dia.

Qual a diferença entre ETF e fundo de ações?

A principal diferença entre ETF e fundo de ações está na gestão e escolha de ativos.

Enquanto a gestão do ETF é passiva, a gestão do fundo de ações é ativa – neste caso, a gestora escolhe os papéis que compõem sua carteira com base em análises próprias e outros fatores.

Em ambos os ativos o investidor compra cotas do fundo.

Quanto custa investir em ETFs?

Dá para investir em ETFs com pouco dinheiro. É possível negociar apenas uma cota de ETF de renda variável na B3, a bolsa de valores brasileira – antes, a quantidade mínima era 10. 

Os ETFs de renda fixa também podem ser negociadas a partir de uma única cota. Por isso, o investimento inicial é baixo e atraem muitos investidores.

Existem outras despesas para investir em ETFs que veremos abaixo:

  • Taxa de administração: uma taxa anual que varia de acordo com a corretora e o índice de referência. Como a gestão de um ETF é passiva, a taxa de administração costuma ser menor do que de fundos tradicionais;
  • Taxa de corretagem: dependendo da corretora, pode ser necessário pagar uma taxa de corretagem referente à intermediação das operações. Em algumas, entretanto, essa taxa não é cobrada;
  • Taxa de emolumentos: taxas cobradas pela B3 e pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia quando uma operação é realizada.

Tributação dos ETFs

Tanto os ETFs de renda variável quanto os de renda fixa estão sujeitos ao Imposto de Renda. A alíquota que incide sobre eles é de 15% sobre o rendimento, independentemente do prazo da aplicação.

Como investir em ETF?

Para investir em ETFs é necessário ter conta em uma corretora de investimentos. Com isso, basta pesquisar pelo ETF que você deseja comprar, escolher a quantidade de cotas e compra-las efetivamente.

Baixe o app Guru e acompanhe seus investimentos

O app Guru é um aplicativo gratuito para acompanhar oos seus investimentos com diversos tipos de informações trazendo a Bolsa de Valores direto para o seu celular. Com o app é possível acompanhar todos os seus investimentos em tempo real. Guru é simples, intuitivo e de graça!

Guru. Invista do seu jeito, onde estiver.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 24

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP