Guru Hub
Bitcoin e Ethereum: Qual a diferença?

Bitcoin e Ethereum: Qual a diferença?

A diferença entre Bitcoin e Ethereum é o fato de que Bitcoin nada mais é do que uma moeda, ao passo que Ethereum é uma tecnologia de contabilidade.

A grande verdade é que muita gente não sabe nem o que é Bitcoin, quem dirá Ethereum. Essas criptomoedas rivalizam com enormes volumes de negociação e capitalizações de mercado com algumas das maiores corporações do mundo.

Aqui neste post iremos falar qual a diferença entre o Bitcoin e o Ethereum.

Bitcoin

A maneira mais fácil de definir Bitcoin é chamá-lo de “moeda digital”. Isso é realmente tudo o que é – sem todas as regulamentações formais que vêm com um banco (que é o que o torna um conceito tão perturbador). Não é uma tecnologia. Não é uma empresa. É o seu dinheiro, mantido em formato digital.

Algumas pessoas compram Bitcoin porque desejam armazenar seu dinheiro em outro lugar que não seja um banco. Alguns compram Bitcoin como um investimento, acreditando que seu preço daqui a alguns meses ou anos será substancialmente mais alto do que é hoje. E algumas pessoas compram Bitcoin como meio de investir em empresas que arrecadam dinheiro por meio de um ICO, uma vez que o patrimônio dessas empresas não pode ser comprado com moeda tradicional. Você só pode comprar tokens com Bitcoin ou Ether, que é a criptomoeda de Ethereum.

Ethereum

Ethereum é outra criptomoeda, e muitas pessoas vêem como potencialmente ultrapassando o Bitcoin como a moeda dominante no mercado daqui alguns anos.

O que torna o Ethereum diferente é sua tecnologia, não o fato de ser mais uma criptomoeda. O valor da moeda de Ethereum é conhecido como “Ether”, e assim como o Bitcoin é comprado e vendido e usado por investidores para comprar oportunidades da ICO.

Leia também:

Qual a diferença entre Bitcoin e Ethereum?

A diferença entre Bitcoin e Ethereum é o fato de que Bitcoin nada mais é do que uma moeda, ao passo que Ethereum é uma tecnologia de contabilidade que as empresas estão usando para construir novos programas. Tanto Bitcoin quanto Ethereum operam no que é chamado de tecnologia “blockchain”, no entanto, a de Ethereum é muito mais robusta. Se o Bitcoin era a versão 1.0, o Ethereum é 2.0, permitindo a construção de aplicativos descentralizados a partir dele.

Além disso, existe um grande suporte por trás da tecnologia da Ethereum no que é chamado de The Enterprise Ethereum Alliance. Este é um supergrupo de empresas Fortune 500 que concordaram em trabalhar juntas para aprender e desenvolver a tecnologia blockchain da Ethereum – também conhecida como tecnologia de “contrato inteligente”. Nesse caso, “contratos inteligentes” significam que aplicativos de negócios exigentes podem automatizar aplicativos extremamente complexos.

Leia também ✔️  Criptomoedas: 5 fatos que você deve saber

O que deixou tantas pessoas entusiasmadas com a tecnologia da Ethereum é seu potencial para impactar projetos e processos em todas as indústrias. Ainda não é uma tecnologia perfeita, mas abriu as portas para uma ampla variedade de inovações exclusivas.

Ethereum, é indiscutivelmente o segundo token digital mais popular depois do Bitcoin. Na verdade, como a segunda maior criptomoeda em valor de mercado, as comparações entre o Ethereum e o Bitcoin são comuns.

Ether e bitcoin são semelhantes em muitos aspectos: cada um é uma moeda digital negociada por meio de exchanges online e armazenada em vários tipos de carteiras de criptomoedas. Ambos os tokens são descentralizados, o que significa que não são emitidos ou regulamentados por um banco central ou outra autoridade. Ambos fazem uso da tecnologia de razão distribuída conhecida como blockchain. 

No entanto, também existem muitas distinções cruciais entre as duas criptomoedas mais populares por capitalização de mercado. 

Enquanto o blockchain Bitcoin pode ser simplesmente retratado como um banco de dados de contas (ou carteiras) com uma quantidade de moeda armazenada em cada um, o blockchain da rede Ethereum é uma construção mais sofisticada, capaz de armazenar código de computador – aplicativos – que podem usar o poder da CPU indo para a rede para executar.

A criptomoeda – Ethereum – representa o poder da CPU – então a ideia é que o Ethereum será comprado e vendido por empresas, governos ou indivíduos para permitir que eles acessem os vastos recursos distribuídos da rede Ethereum para executar seus próprios aplicativos.

Insights finais

Por mais parecido que sejam, o Ether foi planejado para complementar ao invés de competir com o bitcoin, mas mesmo assim emergiu como um competidor nas Exchanges de criptomoedas. Com sua sofisticada tecnologia os entusiastas em criptomoedas acreditam que o potencial de valorização do Ethereum será superior ao do Bitcoin no futuro.

Já conhece o APP Guru para te ajudar a controlar seus investimentos num só lugar? Ele te ajuda ainda a investir melhor (sem corretagem) e dá dicas e insights em tempo real sobre o mercado financeiro.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 7

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP