Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Blockchain – O que é, significado e definição

Blockchain significa cadeia de blocos, se refere a uma tecnologia que proporciona o rastreio do envio e recebimento de algumas negociações realizadas na internet, como exemplo, as negociações em criptomoedas.

A tecnologia aplicada no blockchain funciona como fragmentos de códigos realizados online que conduzem informações que estão conectadas.

O blockchain possui muita segurança e autenticidade em suas transações. As informações são criptografadas e podem ser analisadas pelos usuários.

Como a blockchain funciona?

A blockchain funciona através de registros das transações nos blocos. Esses blocos contém um código e seu objetivo é parecido com a impressão digital, que chamamos de hash.

Resumindo, a função de uma blockchain é compilar as informações concretas e valiosas sem riscos de roubos, desvios ou fraudes.

Vamos conhecer mais detalhadamente o funcionamento de uma blockchain:

Blocos

É através dos blocos que os registros são inseridos. Esses registros possuem informações importantes como o horário da criação do bloco, de qual carteira saiu e foi recebida a moeda, as movimentações anteriores etc.

Todas essas informações são convertidas em códigos, que se tornaram parte do desenvolvimento de autenticação e da mudança do grupo de dados. Neste processo é utilizado cálculos matemáticos bem complexos para que as transações possuam mudanças nos grupos de números e letras.

Mineradores

Os cálculos matemáticos são realizados por vários computadores que estão interligados em uma rede. Isso contribui para a capacidade de processamento, assim, gerando altos gastos de energia elétrica, por esse motivo quem realiza a mineração são contemplados com sorteios das criptomoedas.

Hash

O hash funciona como uma impressão digital criptografada e calculada com base em seu conteúdo. Essa assinatura é única e contém letras e números.

Os hashes são desenvolvidos com funções matemáticas que são responsáveis por modificar as informações que são recebidas em cadeias numéricas com criptografias.

Os hashes possuem uma junção numérica do bloco atual com o bloco anterior. Dessa forma, cada bloco possui um código particular e o código anterior. Isso é necessário para a segurança em casos de invasão de um bloco, assim, o invasor terá que descobrir o código do bloco anterior.

Quando acontece alguma falsificação a informação será mudada.

Blockchain

Quando um novo registro é incluído por um integrante na rede, começará um processo para a criação de um novo bloco. Essa unidade será calculada com base nas novas informações e do hash (assinatura) do bloco anterior, característica da última operação.

Por tanto, o conjunto dessas operações será realizado em forma de corrente de blocos, onde as unidades anteriores possuem ligação com as unidades posteriores. Por isso, ocorre a designação em blockchain.

Ledger (livro-razão)

Quando o bloco de informações é construído, acontece o registro em um tipo de livro e suas cópias são compartilhadas para todos os membros de uma rede. Assim, quando ocorre uma nova informação, o cálculo matemático deverá fechar para todos os encarregados pela validação.

Resumindo, os encarregados pelo cálculo de uma nova assinatura de bloco (hash) deverão reconhecer o cálculo. Isso evitará o comprometimento das informações, pois, todos os membros terão uma cópia do livro-razão.

Quais as aplicações do blockchain?

O sistema de blockchain foi desenvolvido para que a moeda Bitcoin fosse criada. Mas, com o surgimento de outras criptomoedas, a utilização da blockchain foi utilizada por possuir uma tecnologia que é difícil de ser invadida.

O Banco Central do Brasil já possui ideias para a implantação da tecnologia blockchain para a substituição dos sistemas atuais e para a emissão de moedas eletrônicas nacionais.

Vamos conhecer algumas utilidades com o uso da tecnologia blockchain:

  • As instituições financeiras podem criar um cadastro único, realizar o registro de todas as suas movimentações financeiras e aumentar a segurança das negociações com um baixo custo;
  • Confirmação das negociações entre empresas;
  • Os cartórios podem utilizar a tecnologia para organizar os seus registros, autenticação de assinaturas, documentos digitais etc;
  • As empresas podem estruturar seus processos internos;
  • Acelerar os processos nas negociações na Bolsa de Valores em commodities e ativos financeiros.

É uma questão de tempo até esta tecnologia substituir nosso sistema financeiro, sem contar com o uso das criptomoedas em todas as transações.

Insights finais

A tecnologia blockchain pode ser utilizada por criptomoedas, aumentar a segurança nas negociações das instituições financeiras ou registrar todas as transações.

É uma forma de validar as transações de uma maneira simples, sem burocracias e com muita segurança. Além de possuir uma funcionalidade de não identificação de usuários, preservando a privacidade.

Essa tecnologia também possui menores custos por não ter um serviço responsável nas transações.

É uma questão de tempo para que a tecnologia blockchain ganhe mais espaço no futuro. É claro que ainda é necessário alguns ajustes para a sua utilização nos diversos meios de negociações financeiras.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Carteira Inteligente de Investimentos
Carteira Inteligente de Investimentos