Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Carteira de Investimentos

A Carteira de Investimentos é uma junção de todas as aplicações financeiras em que uma pessoa física ou jurídica optou para fazer seu capital render. E esse rendimento dependerá da maneira como o investidor organiza os seus investimentos.

Uma carteira de investimentos pode conter ativos de renda fixa e de renda variável que dependerá do perfil do investidor. E esses ativos precisam ser acompanhados para que o investidor entenda como anda o desempenho deles e assim obter os rendimentos desejados.

É importante entender que ter ações negociadas na Bolsa de Valores possuem riscos por sofrerem com as oscilações do mercado financeiro. Dessa forma, é essencial que o investidor saiba proteger o seu dinheiro e que aproveite as oportunidades que poderão surgir.

Por que devemos montar uma carteira de investimentos?

Uma carteira de investimentos possibilita ao investidor a valorização do seu capital pelo período estabelecido. E também possibilita a fuga dos impactos negativos da inflação sobre o capital que ficaria em uma conta corrente.

Mas, a carteira precisa ser bem constituída para que os rendimentos sejam positivos
apesar dos acontecimentos econômicos. Já uma carteira mal organizada poderá ocasionar riscos de prejuízos.

A carteira de investimentos não precisa de grandes aplicações o investidor pode começar devagar, da maneira que achar melhor para que seus objetivos sejam conquistados.
Mas, a melhor forma de montar uma carteira é a diversificação. Com a diversificação, o investidor consegue equilibrar a carteira e manejar os riscos para que não sejam significativos.

Uma boa carteira precisa considerar algumas questões principais que são as metas financeiras de um investidor, o seu perfil, o dinheiro disponível para as aplicações e o prazo para os resgates do dinheiro.

É claro que entender bem o ativo em questão, o cenário econômico e as ferramentas necessárias para a realização das análises são extremamente importantes para o sucesso de um investidor.

Como identificar o meu perfil de investidor?

Para identificar o perfil do investidor é importante entender qual o nível de riscos que você pretende assumir. É através da identificação do perfil podemos definir a melhor forma de diversificar a carteira de investimentos para obter os rendimentos desejados. Os perfis são divididos em:

  • Conservador – perfil do investidor que deseja segurança e estabilidade e longe de riscos. Sua carteira possui ativos mais seguros na renda fixa como Tesouro Direto, CDbs e LCIs;
  • Moderado – neste perfil, o investidor aceita uma maior exposição em ativos incertos, mas, sempre escolhendo o equilíbrio de sua carteira com renda fixa em Tesouro Direto, CDBs, LCIS, LCAs. Na renda variável com ações e fundos de investimentos;
  • Arrojados ou Agressivos – este perfil gosta de assumir riscos maiores em busca de maiores rendimentos. Sua carteira é mais agressiva em busca de rendimentos no curto prazo, mas também pode possuir alguns ativos mais seguros. A carteira deste perfil pode conter 30% de renda fixa como Tesouro Direto e CDBs, mas, os 70% são empregados na renda variável com ações, fundos de investimentos, fundos imobiliários, operações estruturadas e dólar.

Mas, essa divisão de ativos irá depender de cada estratégia do investidor e também dos riscos que deseja assumir. É importante dizer que a renda variável possui grandes riscos sendo necessário adquirir muito estudo antes de arriscar o seu precioso dinheiro, pois os riscos podem ser bem significativos ou até totais.

Por que ter uma carteira de investimentos diversificada?

A diversificação de uma carteira é essencial para equilibrar os possíveis riscos existentes. Com o seu capital distribuído em vários ativos os riscos se tornam menores.

Se um investidor colocar todo o seu capital em um único ativo as chances de prejuízos são gigantescas. Além do investidor ficar refém da performance ou da rentabilidade de um único ativo.

Por isso, realizar aplicações em vários ativos diferentes é importante. O investidor estará equilibrando sua carteira e se protegendo das oscilações do mercado. Mas, o investidor precisa definir muito bem em quais ativos pretende investir, levando em consideração as metas que precisam ser estabelecidas.

Outro ponto a destacar é o acompanhamento destes ativos, que precisam ser sempre analisados para uma melhor definição das estratégias. E também entender quais ativos possuem custos operacionais e alíquotas, que podem interferir na rentabilidade não sendo tão interessantes.

Tudo irá depender das estratégias de cada investidor para que a sua carteira de investimentos seja diversificada para que atenda suas expectativas e objetivos.

Insights finais

A carteira de investimentos é essencial para manter o equilíbrio nos investimentos e também para balancear os riscos que podem surgir. Além de possibilitarem boas oportunidades de rendimentos.

Mas, essa carteira deve conter os ativos que podem possibilitar a concretização das metas estabelecidas pelo investidor. E também deve levar em conta o perfil do investidor que deseja mais segurança ou o que deseja assumir mais riscos.

É importante destacar que uma boa carteira precisa de uma boa experiência do investidor. Ele precisa entender bem o ativo que deseja negociar e também precisa estudar o cenário econômico que pode impactar muito os seus investimentos.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP