Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Come-cotas

O Come-cotas é um tipo de recolhimento do Imposto de Renda adiantado. O governo criou o come-cotas com o objetivo de tributar os fundos de investimentos que não possuem um vencimento estabelecido para ser resgatado.

Quem investe precisa ficar atento pois é necessário realizar o pagamento do imposto com base na lucratividade em boa parte dos investimentos. E essa cobrança acontecerá de maneira antecipada, levando em conta a redução de cotas que o investidor possui no fundo.

Quando realizamos aplicações em renda fixa o governo consegue ter uma base dos valores que serão tributados, mas, nos fundos de investimentos não há como prevê a tributação.

Por isso, o come-cotas foi criado, e sua cobrança é realizada de forma semestral, entre 31 de maio e 30 de novembro, e segue a tabela regressiva do IR.

Como funciona a tabela regressiva e as alíquotas no come-cotas?

A tabela regressiva de IR é utilizada em vários investimentos e o valor a ser pago vai diminuindo conforme o tempo que o dinheiro fica investido. Vamos conhecê-la:

  • Prazo de até 180 dias – 22,5%;
  • Prazo de 181 a 360 dias – 20%;
  • Prazo de 361 a 720 dias – 17,5%;
  • Prazo de mais de 721 dias – 15%.

Depois de conhecer a tabela regressiva, vamos entender como a alíquota funciona no come-cotas.

Para aqueles investimentos de curto prazo com mais ou menos um período de até 1 ano, as alíquotas podem ser de 22,5% ou de 20%. Geralmente para investimentos deste período o governo utiliza a alíquota de 20%.

Já nos fundos de longo prazo com uma média de tempo de 1 ou 2 anos podem ter alíquotas de 17,5% ou 15%.

Como já mencionamos, essas alíquotas serão descontadas em maio e em novembro com base nos lucros obtidos pelos Fundos de Investimentos.

Como funciona a cobrança do come-cotas?

Quando um investidor realiza negociações em um fundo e esse fundo se valoriza, no último dia útil do mês de maio será descontado o IR de 15% sobre a lucratividade. Mas, só será cobrado 15% de IR, se o fundo for de longo prazo.

E esse imposto será cobrado de forma direta no fundo e não debitado de sua conta corrente ou de sua conta da correta. Vale ressaltar também que esta cobrança não deve impactar o valor da cota, por possuir o mesmo valor para todos os cotistas do fundo.

Dessa forma, algumas cotas do fundo são descontadas, conservando o valor de cada cota. E esse processo é chamado de come-cotas, que será divulgado em seu extrato de IR como resgate de cotas.

Assim, o investidor não precisa se preocupar com o recolhimento das cotas, porque a própria gestão do fundo repassará a quantia para a Receita Federal.

Quais fundos são afetados pelo come-cotas?

Os fundos afetados pelo come-cotas são: Fundos Multimercado, Fundos de Renda Fixa, Fundos DI e os Fundos Cambiais. Nem todos os fundos possuem a tributação, mas, nos Fundos de Ações a tributação é fixada em 15% que é cobrada quando o valor for resgatado.

O investidor precisa analisar se os seus objetivos estão condizentes com as negociações em fundos que possuem o come-cotas, pois, o valor irá mudar a cada semestralmente com a cobrança.

O come-cotas também irá interferir nos ganhos, pois com o passar do tempo a soma dessas cobranças será bem significativa para o investidor. Dessa maneira é muito importante conhecer bem o funcionamento de cada Fundo em que pretende investir.

Já para quem investe em previdência privada o come-cotas não será cobrado. O IR só será cobrado no momento do resgate e seu desconto dependerá do plano que foi escolhido.

Quais são as vantagens e desvantagens do come-cotas?

Como o come-cotas é uma antecipação do Imposto de Renda, alguns investidores acham uma boa vantagem, pois com o desconto sendo realizado semestralmente o desconto será bem menor quando ele decidir realizar o resgate do fundo.

Mas, alguns investidores acham que essa antecipação é negativa, pois expressa uma menor quantia que estará rendendo ao longo do tempo.

Outro ponto a ser destacado é que essa eliminação de cotas pode interferir na participação do investidor no fundo, muitas vezes sendo indispensável realizar a compra de mais fundos para restituir as que foram cobradas no come-cotas.

Insights finais

O come-cotas pode ser um vilão para alguns investidores por possuir uma cobrança de IR de forma semestral. Principalmente por interferir na quantia que poderia estar rendendo a longo prazo.

Mas, para outros investidores é só uma forma de desconto que não gerará tanto impacto no dia do resgate do fundo.

Tudo dependerá da estratégia de cada investidor e de seus objetivos. Mas, para as negociações em qualquer investimento é muito importante estudar todos os aspectos que estão atrelados ao investimento em questão, para que boas decisões sejam tomadas.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP