Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

COPOM

O Copom (Comitê de Política Monetária) foi criado em junho de 1996 com vinculação ao Banco Central. Seu objetivo é definir métodos voltados para a economia do país como a taxa de juros básica da economia, a Selic.

O Copom é formado por um presidente e diretores, que são responsáveis pela definição da Selic, em reuniões realizadas a cada 45 dias. Nessas reuniões são discutidas as questões relacionadas à liquidez e ao desempenho do mercado.

Dessa maneira, os integrantes do Copom possuem acesso a várias informações que ajudam a firmar as suas decisões. Logo em seguida é realizada uma reunião para debater as decisões que serão estabelecidas de acordo com o cenário macroeconômico e os riscos relacionados.

Vale salientar que o Copom estabelece as suas decisões com o propósito de que a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) esteja em conformidade com a meta definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional).

Qual a utilidade do Copom?

O principal objetivo do Copom é definir a meta da taxa Selic no período estabelecido. A definição da taxa é divulgada no dia da reunião, através de um comunicado na internet e por meio de uma ata referente ao encontro.

O Copom também é responsável pela análise do Relatório de Inflação que é divulgado a cada três meses pelo BACEN (Banco Central do Brasil). Essa análise é realizada para compreender o progresso e o cenário em que está a economia com base nas perspectivas para a inflação.

Para os investidores os relatórios de inflação são muito importantes para a definição da Selic, assim, sendo uma boa maneira de definir as melhores estratégias para a realização da negociação na renda fixa ou na renda variável.

O Copom também é importante para definir as políticas monetárias como o controle da oferta de moeda, questões referentes às atribuições de créditos etc.

Copom e a taxa Selic

Uma das principais responsabilidades do Copom é a definição da taxa Selic. Sendo assim, a cada 45 dias os integrantes do Copom que fazem parte do Banco Central, realizam uma reunião para estabelecer se a taxa Selic será mantida ou modificada.

Essa definição causará impactos em todo o mercado financeiro, assim, interferindo no valor da nossa moeda, no valor dos produtos e serviços etc.

Dessa maneira, os investidores que negociam principalmente na renda fixa precisam prestar muita atenção nas mudanças da taxa Selic. Essas mudanças podem influenciar de forma direta os resultados destes investimentos, podendo ocasionar lucros ou perdas.

Contudo, estas mudanças não afetam só os investidores, mas, também afetam a população brasileira em geral é afetada com o preço elevado dos produtos ou serviços. E essa elevação dos preços reduz o poder de compra.

Quando a situação é inversa parece que o salário rende mais do que antes , mas, tudo dependerá das decisões do Copom.

Resumindo, quando os juros estão altos, as pessoas compram menos, o crédito fica caro e mais complicado, assim, as pessoas começam a poupar dinheiro e consequentemente reduzindo a circulação da moeda no país. Nestes casos o Copom realiza as análises para tentar controlar a nossa economia estimulando o crescimento, manutenção ou declínio.

Porque o Copom aumenta ou diminui a taxa Selic?

Quando a inflação está alta o Copom eleva a taxa Selic para desacelerar a economia, assim, tornando o crédito mais elevado. Agora nos investimentos, se a taxa Selic estiver alta, maior será a rentabilidade e a procura em títulos da renda fixa atrelados à taxa.

Quando a taxa Selic diminui afeta os investimentos de renda fixa que estão atrelados a taxa, assim, perdendo rentabilidade. Nestes casos alguns investidores tendem a negociar na renda variável para obterem maiores rendimentos por mais que existam mais riscos envolvidos.

Na diminuição da taxa Selic, o objetivo é estimular a economia para incentivar o consumo e também para aumentar o sistema de crédito, favorecer pequenas empresas, reduzir o custo de financiamentos, minimizar inadimplências etc.

Insights finais

Entender o funcionamento do Copom é importante para analisar o comportamento da economia brasileira. As decisões desse comitê causam grandes impactos em nossa economia e nos investimentos.

Essas decisões são bem úteis para que o investidor possa identificar possíveis tendências para as negociações futuras e principalmente para os investidores que estão iniciando em renda fixa e em renda variável.

Então, é essencial que o investidor acompanhe e entenda todas as decisões estabelecidas nas reuniões do Copom, pois estas decisões afetam diretamente o rendimento de vários tipos de investimento.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP