Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Deflação

A deflação ocorre com a redução dos preços dos produtos e serviços de maneira contínua e abrangente. A deflação pode ser caracterizada como o método contrário à inflação, onde o dinheiro possui mais valor em relação aos outros bens na economia.

A deflação parece ser algo positivo, mas, não é. Quando a deflação passa por períodos muito longos pode representar grande risco para a economia de um país.

Quando uma queda brusca nos preços acontece pode ocasionar uma grande alta no desemprego fazendo com que o país enfrente uma possível crise econômica.

Como ocorre uma deflação?

A deflação pode acontecer quando a oferta do dinheiro é reduzida, a oferta de bens cresce, a busca por dinheiro aumenta ou quando a procura por bens cai.

Quando a oferta de algum bem cresce de forma descontrolada em comparação a oferta de dinheiro e desencadeia uma diminuição nos preços desse bem e vai causando impacto em vários setores, o risco de deflação é gigantesco.

Se a diminuição do valor para incentivar o consumo acontecer por um curto período é algo positivo, mas, quando acontece por um longo prazo de tempo pode acarretar fortes impactos negativos e afetar as empresas, fornecedores e os consumidores.

Também pode acontecer uma baixa circulação de dinheiro indicando um consumo baixo de pessoas realizando compras. Quando isso acontece pode afetar a produção pois há um enfraquecimento do consumo e como consequência a diminuição dos preços e sérios problemas na economia.

Quais os riscos da deflação?

A deflação pode acontecer de uma forma mais específica, que pode chegar a durar meses ou anos. E essa diminuição nos preços de forma constante, indica que existe um hábito onde os consumidores tendem a poupar o seu dinheiro.

E isso causa a diminuição da produção e também a redução dos investimentos, indicando que a economia está em estagnação.

Se esses preços continuarem a diminuir, mais complicado será a recuperação da economia. E também há mais riscos de desempregos, pois a falta de lucratividade e o prejuízo forçará as empresas a demitirem em massa.

Em casos de dívidas a deflação pode impactar gerando uma dívida em que o devedor não consiga arcar, pois o valor não irá diminuir e se manterá igual.

Se a deflação durar muito tempo, irá trazer problemas como o retrocesso econômico, ruptura generalizada dos negócios, desemprego, aumento do trabalho informal, diminuição no recebimento de fundos públicos e o aumento da pobreza.

Como finalizar a deflação?

A melhor forma de finalizar um período de deflação seria provocar uma inflação. E em tempos de crises como essa, o governo pode elevar a liquidez da moeda, imprimindo mais dinheiro.

Mas, é necessário cuidado para não provocar uma hiperinflação e desvalorização da moeda com uma grande circulação de dinheiro. Ou seja, muita circulação de dinheiro nem sempre é a solução perfeita.

Insights finais

A deflação pode ser um grande problema para um país causando uma diminuição contínua de valor dos produtos e serviços. Parece ser algo positivo, mas, se acontecer de forma constante, pode impactar de forma muito negativa a economia.

Por isso, é essencial entender sobre o assunto para saber o que fazer em situações como essa. E é super importante ter uma reserva de emergência para não sofrer com esses impactos que podem acontecer na economia de qualquer país.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP