Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Dividendos

Os dividendos são uma remuneração com base em uma parcela da lucratividade de uma empresa de capital aberto e são distribuídos para os seus acionistas.

Geralmente as empresas utilizam os dividendos para atrair novos investidores pois o valor de suas ações não sofrem muitas variações por serem mais constantes.

Essa remuneração pode ser paga através de dinheiro, ações, Juros Sobre o Capital Próprio, bonificação ou direito de subscrição.

As empresas são obrigadas por lei a distribuírem dividendos ao final de cada aplicação e a porcentagem mínima que a empresa legitima como execução deve ser comunicada aos acionistas por meio de uma regulamentação.

Como funcionam os dividendos?

No Brasil segundo o artigo 202 da Lei 6.404/76 das S/As de 1976 que determina que as empresas que estão na Bolsa de Valores tem o dever de distribuir uma porcentagem obrigatória da sua lucratividade. O estatuto social determinará a divisão mínima da lucratividade que precisa ser distribuída.

Essa distribuição de dividendos ajuda na atração de novos investidores, pois possibilita uma contemplação na compra das ações de uma empresa. Esse processo ajuda na valorização das ações e também é uma ótima opção para gerar rentabilidade ao longo prazo para os investidores.

Geralmente as empresas que pagam dividendos são estáveis não sendo muito impactadas quando a economia do país não estiver bem. Mas, em casos de reduções na lucratividade das empresas, os dividendos podem diminuir o valor ou até mesmo ocorrer a interrupção da distribuição.

Dessa maneira, é importante saber realizar as melhores escolhas em ações com foco em empresas que possuam um cenário de crescimento e valorização.

Como é realizado o pagamento dos dividendos?

Algumas empresas optam por realizar seus pagamentos de dividendos trimestralmente, mas, também podem realizar esses pagamentos de forma semestral ou anual.

Geralmente os bancos e algumas empresas realizam o pagamento de dividendos de forma mensal. Isso possibilita uma forma de renda mensal para os investidores ou até mesmo uma forma de aposentadoria.

Os dividendos possuem custos e tributações?

Os dividendos não possuem a cobrança do IR (Imposto de Renda). Isso acontece porque as empresas realizam o pagamento do IR antes de distribuir os dividendos para os seus acionistas. Mas, esta isenção só prevalece para pessoas físicas.

Contudo esse cenário pode mudar, em junho de 2021 o Ministério da Economia enviou uma proposta de Reforma Tributária para o Congresso Nacional. Essa proposta pede que os dividendos sejam taxados em 20% no pagamento aos acionistas.

O objetivo dessas taxas é amenizar uma parcela da carga tributária que incide sobre as empresas, assim, quando o investidor recebesse os dividendos já estariam descontados os 20% do imposto. Mas, essa proposta ainda está sendo analisada e ainda não foi aprovada.

Quais as datas importantes dos dividendos?

Os investidores que realizam negociações em ações de empresas que pagam dividendos precisam conhecer algumas datas importantes como:

  • Data de Registro – a data de registro é o dia estabelecido pelas empresas determinarem quem são seus acionistas e também para definir quem receberá as informações, relatórios financeiros e procurações. Essa data precisa está presente na contabilidade da empresa para que os seus acionistas consigam receber os dividendos.
  • Data de Declaração – Neste dia o Conselho de Administração comunica as informações sobre os dividendos como a data de registro, o valor e a data de pagamento. Depois desse comunicado a empresa é obrigada por Lei a pagar os dividendos aos acionistas.
  • Data Ex-dividendo – essa data é utilizada para informar quais acionistas não possuem mais o direito da distribuição dos dividendos. Dessa maneira, se um acionista realizar uma compra de uma ação após essa data, o vendedor da ação é quem irá receber uma parcela dos lucros.

Insights finais

Os dividendos são interessantes para aqueles investidores que desejam uma forma de obter um rendimento mensalmente. Podendo utilizar esse valor como uma forma de renda extra, gastos mensais ou até mesmo para planejar a aposentadoria.

Os dividendos também são atraentes para quem está iniciando no mundo dos investimentos. Mas, vale lembrar que antes de realizar um investimento é necessário analisar muito bem a empresa em questão para evitar possíveis prejuízos no futuro.

Como os dividendos ainda não possuem a cobrança do IR, se tornam atrativos para quem deseja a diversificação da carteira de investimentos. E também podem ser cada vez mais altos conforme o crescimento da empresa.

Mas, o investidor que deseja investir em empresas que pagam dividendos, deve levar em consideração se este tipo de investimento está de acordo com os seus objetivos.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP