Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Índice de Basiléia – O que é, significado e definição

O Índice de Basileia mede a solvência de um banco, indicando o quanto está alavancado em relação ao seu nível de endividamento. Essa medida é essencial para investidores que desejam compreender o risco associado a instituições financeiras.

O Índice de Basileia, também conhecido como Acordo de Basileia, representa um conjunto de regulamentos internacionais que estabelece os requisitos mínimos de capital que os bancos devem manter em relação aos seus ativos. Este índice, crucial para avaliar a estabilidade financeira das instituições, é resultado de acordos e revisões ao longo dos anos, sendo supervisionado pelo Comitê de Basileia de Supervisão Bancária.

O que é o Índice de Basileia e Como Ele Funciona?

O Índice de Basileia mede a solvência de um banco, indicando o quanto está alavancado em relação ao seu nível de endividamento. Essa medida é essencial para investidores que desejam compreender o risco associado a instituições financeiras. Ao contrário do crédito concedido a clientes, o índice avalia a capacidade do banco de pagar suas dívidas usando seu próprio patrimônio. Internacionalmente, sugere-se um valor mínimo de 8%, enquanto no Brasil, o índice mínimo estabelecido pelo Banco Central é de 11%..

Origem e Evolução do Índice de Basileia

Criado em 1974 pelo Comitê de Basileia, o Índice de Basileia passou por várias evoluções, incluindo os acordos Basileia I (1988), Basileia II (2004) e Basileia III (2010). Este último, uma resposta à crise financeira mundial de 2008, introduziu medidas mais rigorosas, como exigências de capital mais robustas, buffers contra choques cíclicos e padrões de liquidez mais estritos.

Como o Índice de Basileia é Calculado?

O cálculo do Índice de Basileia envolve a divisão do Patrimônio de Referência (PR) pelo valor dos Ativos Ponderados pelo Risco (RWA). O PR inclui o Capital Nível I, composto pelo Capital Principal e Complementar, e o Nível II. Por sua vez, o RWA engloba parcelas de risco de crédito, mercado e operacional.

Para o cálculo do Índice de Basileia (IB), é necessário dividir o PR (Patrimônio de Referência) pelo RWA (valor dos ativos ponderados pelo risco). 

IB = PR/RWA

O PR é calculado por meio da soma do Capital Nível I, que é composto pelo Capital Principal e pelo Capital Complementar, e pelo Nível II.

Já para calcular o RWA, devemos somar as parcelas de risco de crédito, risco de mercado e risco operacional.

Onde são encontrados os dados para cáluclo do índice de Basiléia?

Esses dados são encontrados nos balanços das instituições

O percentual, que for o resultado da conta, é o valor que o acionista tem como patrimônio. O mínimo considerado favorável, segundo regras internacionais, é o percentual de 8%.

Se trata de uma conta complicada para o investidor pessoa física fazer e que o ideal é que ele se informe em relação ao Índice de Basileia do banco com o seu assessor de investimentos ou gerente bancário. 

Alguns índices de bancos que atuam no Brasil

O último Índice de Basileia dos principais bancos aqui do Brasil:

InstituiçãoÍndice de Basileia (%)
Itaú14,97%
Banco do Brasil16,65%
Caixa Econômica Federal18,41%
Bradesco14,85%
Santander13,94%
BNDES34,57%
BTG Pactual15,08%
Safra12,76%
XP Investimentos20,39%
JP Morgan17%%
Inter24,09%
Banco C614,99%
Credit Suisse23,72%
Goldman Sachs17,72%
Morgan Stanley20,6%%
Banco Modal12,45%%
Fonte: Banco Central (dados de dezembro/2022)

Importância do Índice de Basileia e sua Relação com a Contabilidade

O Índice de Basileia desempenha um papel crucial na mensuração da saúde financeira dos bancos, garantindo que possuam recursos suficientes para cobrir perdas decorrentes de riscos operacionais e de mercado. Embora não diretamente ligado à contabilidade, a contabilidade bancária fornece informações essenciais para o cálculo do índice, incluindo dados sobre ativos, passivos e patrimônio líquido.

Índice de Basileia no Contexto Brasileiro

No Brasil, o Banco Central estabelece a porcentagem mínima, sendo 11% o índice mínimo sugerido. Bancos brasileiros, considerados seguros devido às rigorosas normas do Banco Central, apresentam índices que superam as exigências, como evidenciado pelos números de instituições como Itaú, Bradesco e Banco do Brasil.

Diferença entre Índice de Basileia e Índice de Mobilização

Ao contrário do Índice de Basileia, que indica maior solvência quanto maior o valor, o Índice de Mobilização mede o quanto uma instituição possui investido em ativos imobilizados, como imóveis e veículos. Um índice de mobilização mais baixo é desejável, não ultrapassando 50%, conforme determinação do Banco Central.

Índice Basiléia superior a 20% é sinal se sucesso?

O mínimo valor considerado favorável para o Índice de Basileia é o percentual de 8%. Então, se atingir 20%, a instituição está bem colocada.

Se esse índice chega a 20%, significa que, a cada R$ 100 em empréstimos concedidos pela instituição, por exemplo, R$ 20 fazem parte de seu patrimônio.

Conclusão: Relevância do Índice de Basileia para Investidores e Instituições Financeiras

O Índice de Basileia é uma ferramenta vital para investidores que buscam compreender a solidez das instituições financeiras. Seu cálculo rigoroso e a relação próxima com a contabilidade garantem a confiabilidade das informações, proporcionando uma avaliação precisa da saúde financeira dos bancos. Além disso, no cenário brasileiro, a adesão a normas rigorosas do Banco Central reforça a segurança dos investimentos, evidenciada pelos índices das principais instituições financeiras do país.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar!

César Augusto

Produtor Musical, Desenvolvedor Web, Especialista em Digital Development e também apaixonado pelo mundo dos investimentos.

Carteira Inteligente de Investimentos
Carteira Inteligente de Investimentos