Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Juros sobre o capital próprio

Os juros sobre o capital próprio ou JCP refere-se a uma parcela do lucro das empresas que é dividido aos seus acionistas para pagá-los por adquirirem as ações da empresa.

Esses juros são entregues antes do lucro líquido, assim, sendo classificados como despesas para a empresa. E são pagos de acordo com o número de ações que o acionista possui. Não sendo necessário ter uma enorme quantidade para receber o pagamento, basta ter uma ação.

Para que os juros sobre capital próprio sejam divididos por seus acionistas, é necessário que o Conselho de Administração da empresa em questão realize uma reunião e autorize o pagamento. Depois da autorização, as informações serão divulgadas para os acionistas.

Juros sobre o capital próprio x Dividendos

Como já vimos os juros sobre capital próprio são pagos ao acionista antes do lucro líquido e são considerados como uma despesa, dessa maneira, a empresa não precisa pagar os impostos sobre esses juros, sendo descontado antes do valor cair na conta do acionista.

Já os dividendos são pagos após o apuramento da lucratividade, neste caso a empresa pagará a tributação referente a esta lucratividade que vai ser paga.

Dessa maneira, a divisão dos juros sobre o capital próprio é vantajoso para a empresa que acaba economizando com a tributação que ela deveria pagar, assim, sendo interessante ao acionista que acaba recebendo mais rendimentos, mesmo que pague uma parcela dos impostos.

Quais as vantagens e os riscos dos juros sobre o capital próprio?

A maior vantagem dos juros sobre o capital próprio para uma empresa é a menor taxa de impostos paga. Sendo mais vantajoso para a empresa a divisão do JCP do que a divisão de dividendos.

Mas, o governo limita o pagamento do JCP o que faz com que as empresas escolham a divisão de dividendos.

Já os riscos podem surgir se o investidor escolher uma empresa que não está em desenvolvimento, assim, podendo ocorrer prejuízos no decorrer do tempo. Dessa forma, não é mais importante escolher a empresa que paga mais proventos e sim a empresa que está em desenvolvimento a todo instante.

Os juros sobre o capital próprio são interessantes no longo prazo?

Os juros sobre o capital próprio são interessantes ao longo prazo quando o investidor investe os proventos recebidos, assim, consegue aproveitar os juros compostos.

Quanto maior for a negociação do investidor na empresa, mais proventos ele receberá a longo prazo. Mas, é importante que o investidor analise muito bem a empresa antes de realizar as suas negociações.

Uma empresa que está distribuindo bons proventos nem sempre é a melhor escolha. Ou seja, é importante que a empresa indique lucros recorrentes e que sejam consolidados.

Insights finais

Quando se trata do mercado financeiro, os juros não são tão ruins. É através deles que podemos obter uma boa multiplicação do nosso capital.

Como os juros sobre o capital próprio não é diferente, eles possibilitam um bom pagamento de proventos aos investidores.

Mas, precisamos ficar atentos se a empresa em questão é realmente uma boa opção para a realização de negociações. Muitas vezes uma empresa oferece bons proventos, mas, em análises mais detalhadas podemos observar que é uma empresa que está tendo prejuízos podendo oferecer um grande risco ao nosso capital.

Por isso, é essencial que o investidor realize uma análise minuciosa da empresa para não cair em ciladas e perder parte do seu capital. E essa análise é importante para qualquer tipo de investimento seja em renda fixa ou em renda variável.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 4

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP