Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Mercado Primário e Secundário

O Mercado Primário refere-se à primeira emissão dos títulos ou valores mobiliários por uma empresa, ou seja, quando uma empresa abre seu capital e lança suas ações na Bolsa de Valores essa negociação acontece no mercado primário.

Essas emissões têm como meta a captação de recursos para a empresa e sua utilização é realizada para novas aquisições, implantação de projetos internos, pagar suas dívidas etc.
Sendo assim, o mercado primário é o ambiente onde as empresas negociam de forma direta com os investidores.

Já o Mercado Secundário refere-se ao ambiente onde os investidores realizam compras e vendas dos ativos que são emitidos por empresas. Mas, neste modelo de mercado a empresa não participa das negociações, ou seja, só acontece a transferência de propriedade e capital entre investidores.

Dessa maneira, o mercado secundário refere-se a negociação entre investidores, onde um investidor vende um ativo para outro investidor em uma data estabelecida.

Resumindo, a principal diferença entre estes dois modelos de mercado, é que no mercado secundário a lucratividade na negociação dos ativos vai diretamente para o investidor que realizou a venda e não para uma empresa que emite os papéis.

Quais ativos são negociados no mercado primário e secundário?

O mercado primário possibilita que as empresas negociem com investidores com a meta de arrecadar dinheiro para realizar aplicações para o desenvolvimento da empresa. Vamos conhecer algumas opções de ativos que são negociados neste mercado:

Ações

Para que uma empresa comece a negociar no mercado de ações, ela precisará fazer um IPO (Oferta Inicial Pública). Depois, a empresa precisará emitir uma quantidade de papéis e realizar as negociações de forma direta com os investidores.

Esse método ocorre com a venda de lotes que possuem 100 ações na Bolsa de Valores. Quando um investidor compra estas ações o valor vai para a empresa realizar aplicações do melhor modo que preferir.

CDBs e Debêntures

Os CDBs e Debêntures também são negociados no mercado primário, ou seja, os ativos de renda fixa também podem ser negociados neste mercado.

Os CDBs são títulos de dívidas que são emitidos por instituições financeiras para a captação de novos recursos. Esse modelo de títulos possui um prazo estabelecido para ser resgatado.

Já as debêntures são emitidas por empresas que desejam captar recursos para investir em novas máquinas, pagar dívidas etc.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto tem emissão de títulos pelo Governo Federal, onde os investidores podem realizar a compra desses títulos no Tesouro Nacional. Esses títulos possuem um prazo determinado e rentabilidades diferentes.

Alguns títulos possuem ganhos com base na inflação ou na taxa Selic. Já os títulos prefixados possibilitam ganhos com base nas taxas de juros.

Já no mercado secundário as negociações são realizadas entre os investidores e não possuem garantias de rendimentos ou proteções. Esses investimentos possuem variações conforme a oferta e a demanda.

Sendo assim, quando ocorre uma grande demanda pelos ativos, o seu valor irá aumentar. Mas, se não ocorrer esse cenário o valor irá diminuir. Vamos conhecer os ativos negociados no mercado secundário:

Ações

As ações também são negociadas no mercado secundário, e são mais acessíveis na Bolsa de Valores, onde podem ser realizadas estratégias de Day Trade e Swing Trade.

No mercado secundário os ganhos vão para os investidores e não para as empresas, ou seja, o ganho acontece com base nas negociações das ações entre os investidores em compras e em vendas.

Fundos Imobiliários

Os Fundos Imobiliários são disponibilizados através dos cotistas que queiram vender o ativo. Este tipo de ativo também pode ser negociado no mercado primário, mas, a sua negociação é realizada de forma direta com o Fundo.

Insights Finais

O mercado primário e secundário são importantes para os investidores e para as empresas. O mercado primário possibilita a captação de recursos para as empresas, instituições financeiras e o governo. Já o mercado secundário possibilita que os investidores aumentem o seu capital superando a inflação.

Uma grande vantagem é que esses mercados permitem que as ações sejam alcançáveis para os investidores que não podem participar de algumas IPOs. Sendo assim, entender o funcionamento desses mercados é essencial para todo investidor.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP