Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Risco Cambial

O Risco Cambial refere-se ao risco de uma empresa perder capital com base nas variações do câmbio. As empresas podem obter prejuízos através dos prazos dos contratos de compra e venda ou em prestações de serviços que abrangem as moedas estrangeiras.

Isso acontece porque mesmo que os contratos estejam assinados, a realização do pagamento só acontece após um período determinado. E nesse período a moeda pode ser impactada com as variações, e podem ser valorizadas mas também tem o risco da desvalorização.

Dessa maneira, as empresas precisam estabelecer estratégias para a sua proteção para evitar grandes prejuízos. E também precisam compreender e acompanhar o mercado de perto para estabelecer as melhores estratégias de proteção.

Essa prevenção é utilizada para todas as empresas que possuem negociações com fornecedores, clientes ou parceiros internacionais, e que importam ou exportam mercadorias.

Quais os tipos de riscos cambiais?

Os riscos cambiais são classificados com base em diferentes fatores, vamos conhecer os principais riscos:

Risco de Exposição

O risco de exposição refere-se ao volume financeiro que poderá sofrer impactos com o risco cambial, com base nas mensurações no fluxo de caixa. Este tipo de risco é importante para apontar o quanto o caixa pode sofrer impactos com o risco cambial.

Risco de Previsão

O risco de previsão refere-se ao estudo utilizado para avaliar se os períodos de negociações podem ser impactados pelas variações do câmbio. Essa previsão é realizada com base nas variações do câmbio que podem causar desvalorizações.

Risco de Mercado e de Transação

O risco de mercado e de transação refere-se aos riscos de cada setor do mercado que estão expostos às variações peculiares com base em negociações e finanças.

Risco do Sistema

O risco do sistema refere-se aos riscos relativos à gestão empresarial e nas medidas de prevenção que podem possuir pontos de fragilidade. Um exemplo são os erros de registros que podem causar análises erradas que podem contribuir para o aumento do risco cambial.

Como equilibrar o risco cambial?

Gerenciar o risco cambial é a melhor forma para reduzir os impactos ocasionados pelas variações das moedas. Esse gerenciamento pode acontecer de algumas maneiras, vamos conhecê-las:

Contratos no Mercado Futuro

O mercado futuro é um espaço onde acontecem as negociações da Bolsa de Valores, onde o investidor pode realizar operações de hedge através dos contratos futuros de dólar e também de mini dólar.

O hedge é uma estratégia essencial com o objetivo de proteger os ativos de uma empresa contra as desvalorizações das moedas estrangeiras e para garantir que a estabilização dos valores com base em dívidas seja pago.

Swap Cambial

O Swap cambial também é uma forma de proteger as negociações utilizando financiamentos e negócios com instituições estrangeiras mediante aplicações regulares e adaptáveis. Mas, é necessário analisar as empresas parceiras para a redução dos riscos e observar os critérios de créditos e também as quantias mínimas.

Insights finais

O risco cambial pode impactar as empresas com perdas financeiras em suas negociações. Apesar de ser algo comum, pois estamos lidando com as variações das moedas estrangeiras, as empresas podem montar estratégias para diminuir essas perdas financeiras.

Sendo assim, é importante conhecer todos os detalhes que envolvem as negociações em câmbio para reduzir os impactos negativos e proteger a empresa contra as bruscas oscilações que poderão surgir.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP