Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Taxa DI

A taxa DI significa Depósito Interbancário. A taxa DI é utilizada como referência para a análise do desempenho dos rendimentos.

Esta taxa está associada à taxa Selic e corresponde aos empréstimos entre os bancos, assim, afetando vários ativos e principalmente os que estão em renda fixa. Então, a taxa DI é a média diária referente aos juros cobrados nessas operações de empréstimos.

Essas operações garantem a segurança dos correntistas e de possíveis quebras dos bancos.

Quando a taxa DI estiver abaixo da Selic, as operações de empréstimos entre bancos não funcionam. Os bancos escolhem emprestar dinheiro para o governo e isso causa instabilidade no sistema financeiro.

Mas, quando a taxa DI estiver acima da Selic, a rentabilidade dos títulos atrelados aumentaram, e isso não é notável para os bancos.

Como é calculada a taxa DI?

A B3 calcula a taxa DI diariamente e tem como referência a média equilibrada dos juros que são cobrados nos CDIs emitidos diariamente.

No Brasil a taxa Selic é utilizada para a cobrança de juros entre bancos, sendo assim, a taxa DI segue bem próxima à Selic.

Os investidores podem encontrar todas as informações sobre a taxa DI no site da B3, e também podem comprá-la com a taxa Selic.

No site do Banco Central o investidor também pode utilizar a calculadora DI de forma gratuita. A partir desta calculadora podemos simular as correções de valores com base na taxa DI diária. Infelizmente não conseguimos realizar lançamentos futuros na calculadora.

Como é definida a taxa DI?

A taxa Di não é realizada por instituições financeiras ou entidades. Ela é realizada através de um cálculo complicado que relaciona-se com a média ponderada da cobrança de todos os juros relacionados aos empréstimos entre os bancos.

Como a taxa DI é aproximada da taxa Selic, ela poderá mudar a cada 45 dias. Esse período é onde acontece a definição da taxa Selic pelo Copom (Comitê da Política Monetária).

Quais são os investimentos atrelados à taxa DI?

Os títulos que possuem uma dívida privada utilizam a taxa DI como indexador, assim, sua rentabilidade será calculada com base na porcentagem da taxa.

Um exemplo é o CDB (Certificado de Depósito Bancário). Outros investimentos da renda fixa e de multimercados também são atrelados à taxa DI.

Estes investimentos são considerados de baixo risco, sendo assim, conservadores. Para que um investimento seja considerado de risco, ele terá a sua rentabilidade superior à Selic e a taxa DI.

Também há uma opção de investimento conectado à taxa DI, que é o Fundo DI. O Fundo DI é um investimento de renda fixa indexado ao CDI.

O investidor poderá investir nestas opções:

  • Tesouro Selic;
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário);
  • LF (Letra Financeira);
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário).

Para que o Fundo DI seja rentável, o investidor deverá levar em conta as seguintes porcentagens:

  • A rentabilidade deverá ser maior que 100% do CDI;
  • A taxa de administração deverá ser inferior a 0,30%.

Mas, o investidor deverá levar em conta que o Fundo DI possui algumas taxas de administração e taxa IR (imposto de Renda), o que poderá não ser vantajoso para o investidor. Por isso é muito importante analisar bem antes de investir o seu dinheiro.

Insights finais

Conhecer a taxa DI é essencial para um investidor. Principalmente para aqueles investidores que estão iniciando na Bolsa de Valores.

Os investidores iniciantes geralmente são conservadores, assim evitando risco e considerando mais a segurança de seus investimentos. Sendo assim, investimentos indexados à taxa DI são uma boa opção.

Mas, para o sucesso do investidor ele deverá levar em conta vários outros fatores como a liquidez, retorno, taxas, diversificação da carteira etc.

Também vale lembrar que o investidor deverá estar em constante aprendizado e analisar bem o cenário financeiro antes de aplicar o seu dinheiro, assim, evitando prejuízos.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP