Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

VGBL

VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livre) e refere-se a uma opção de previdência privada, também sendo considerado como um seguro de vida. O VGBL atua como um tipo de poupança, onde um investidor escolhe um plano e vai colocando uma quantia de forma frequente em um período de tempo.

Com o passar do tempo essa quantia irá render cada vez mais e sendo eficiente para quem deseja uma quantia para a aposentadoria ou para outros objetivos ao longo prazo. Sendo indicado para quem deseja transferir o contrato para herdeiros.

Quais as taxas no plano VGBL?

O VGBL possui três taxas que são: Imposto de Renda, de carregamento e de administração.

Quando à rentabilidade final do plano acontecer, será cobrado o Imposto de Renda. E a cobrança acontece através de uma tabela regressiva ou progressiva que levará em conta a decisão de quem contratou o plano.

Na tabela regressiva as alíquotas diminuem conforme o tempo de aplicação do dinheiro. Vamos entender a tabela:

  • Período de até 2 anos – alíquota de 35%;
  • Período de 2 a 4 anos – alíquota de 30%;
  • Período de 4 a 6 anos – alíquota de 25%;
  • Período de 6 a 8 anos – alíquota de 20%;
  • Período de 8 a 10 anos – alíquota de 15%;
  • Período acima de 10 anos – alíquota de 10%.

Já na tabela progressiva as alíquotas aumentam conforme o total aplicado anualmente. Vamos entender a tabela:

  • Valor de R$ 22.847,76 no vencimento de 1 ano será isento de IR;
  • Valor de R$ 22.847,76 até o valor de R$ 33.919,80 – alíquotas de 7,5%;
  • Valor de R$ 33.919,92 até o valor de R$ 45.012,60 – alíquotas de 15%;
  • Valor de R$ 45.012,72 até o valor de R$ 55.976,16 – alíquotas de 22,5%;
  • Valor acima de R$ 55.976,16 – alíquotas de 27,5%.

Já a taxa administrativa terá uma cobrança anualmente, com base na porcentagem incidente sobre a quantia total da aplicação. Na taxa de carregamento, irá incidir sobre cada depósito realizado no plano.

Como funciona o período de resgate?

Os planos de previdência privada possuem um período de carência determinado em contrato. Depois desse período, o investidor poderá resgatar a quantia ou mudar de instituição financeira depois do prazo de 61 dias após a contratação, se não estiver satisfeito com a sua atual.

Esse prazo é definido pela instituição financeira onde o plano foi contratado. Que pode ser de:

  • 24 meses (no máximo) para o plano ser resgatado.
  • 60 dias (no mínimo) para o plano ser resgatado.

Como funciona a portabilidade do VGBL?

Como vimos anteriormente, a portabilidade para outra instituição financeira pode ser realizada respeitando um prazo de carência. Mas, esta portabilidade precisa ser realizada em um plano da mesma categoria, ou seja, você não poderá trocar seu plano VGBL para o PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livre).

Também não é permitido a mudança de tabela regressiva para progressiva, o plano só mudará de instituição financeira, mas continuará com os mesmos modelos de contratação.

Quais as vantagens do VGBL?

A principal vantagem do VGBL é a sua tributação com base nos rendimentos na fonte, assim, sendo importante para aqueles que desejam transferir seu plano para algum parente sem incidir o IR.

Também é uma vantagem para quem tem isenção do IR ou para quem realiza a sua declaração na opção simplificada com dedução geral de 20%, pois tem a vantagem da dedução de IR em suas contribuições mensais.

Outra vantagem é uma boa rentabilidade no período de longo prazo para aquelas pessoas que não conseguem guardar dinheiro.

Outro ponto a destacar é que a quantia investida não é incluída em inventários de espólio, tendo sua liberação com agilidade para seus herdeiros. Para quem procura planos com sucessão patrimonial, o VGBL é uma ótima opção.

Em questões de come-cotas, o VGBL possui a vantagem de não possuir a cobrança semestral do IR sobre o rendimento em outras opções de fundos de investimentos.

Quais as desvantagens do VGBL?

Como todo tipo de investimento, o VGBL também possui as suas desvantagens. E uma delas é o pagamento de altas taxas administrativas que afetam a quantia aplicada anualmente. Também há as taxas de carregamento que são descontadas sobre cada depósito realizado.

Outro ponto negativo é que as quantias pagas não serão descontadas da base de cálculo quando for realizar a declaração do IR.

O VGBL também não possui a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), sendo um risco se a instituição financeira entrar em falência, pois o investidor poderá perder toda a quantia depositada.

Insights finais

Para quem deseja uma boa opção para a sua aposentadoria, o VGBL é uma boa maneira de começar. Principalmente por possuir a alternativa de repassar o seu plano para os seus herdeiros de forma fácil e ágil.

Mas, é importante analisar bem o seu perfil e seus objetivos para escolher o melhor plano. E também analisar os custos deste tipo de investimento, pois, as vezes quando olhamos a rentabilidade e os gastos, não valerá a pena contratar o plano.

Então, estude e analise cada detalhe para não contratar algo que possa render prejuízos financeiros.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP