Guru Hub
Glossário do Investidor - Termos de Investimento

Volatilidade – O que é, significado e definição

A volatilidade é um índice que determina a variação de um ativo em um determinado período de tempo.

Quanto maior forem as instabilidades dos valores de um ativo, maior será a volatilidade. Quanto maior for a volatilidade mais arriscado será o investimento.

É a partir deste índice que o investidor poderá realizar análises para verificar o desempenho de um ativo no futuro e aplicar as estratégias certas em busca de boas rentabilidades.

Os riscos e as rentabilidades caminham lado a lado, e cabe a cada investidor definir se estará disposto a correr riscos em busca de grandes lucros. Sendo assim, o investidor deverá acompanhar de perto a volatilidade do mercado.

Tipos de Volatilidade

Há três opções de volatilidades. Vamos conhecê-las:

Volatilidade Histórica

Este tipo de volatilidade refere-se a acontecimentos passados. Seu cálculo é realizado a partir das variações dos valores de um ativo em um determinado período de tempo.

Quando o investidor analisa este tipo de volatilidade, ele poderá entender como o ativo se comporta no futuro. Mas, nem sempre esta análise irá se concretizar, pois o mercado poderá sofrer oscilações.

Esta análise será importante para antecipar a volatilidade de um ativo.

Volatilidade Implícita

Este tipo de volatilidade é utilizada para indicar quais hipóteses o mercado está usando. Seu cálculo é realizado com referência na volatilidade histórica e em variáveis como os derivativos da Bolsa de Valores.

O investidor pode utilizá-la para análises futuras, mas, não há como prever totalmente se o ativo irá se comportar como previsto. Sendo assim, é essencial também analisar a volatilidade histórica.

Volatilidade Real

A volatilidade real também é considerada como futura, sendo assim, uma incógnita.

O mercado financeiro é inesperado, o que o investidor pode fazer é analisá-lo e tentar definir uma estimativa de valores para o futuro. Assim, conseguirá definir algumas estratégias.

Volatilidade nos Investimentos

Quando um ativo tem altas volatilidades, também terá grandes riscos, mas, é uma boa oportunidade de obter mais lucros.

Os investidores que apostam em ativos voláteis, precisam realizar um acompanhamento minucioso dos seus investimentos e também analisar todo o cenário financeiro para se prevenir de fatores externos que poderão ocorrer.

Os ativos que sofrem oscilações além do normal, tendem a ser corrigidos ao passar do tempo, e passam a possuir o seu valor habitual.

A volatilidade não afeta só a renda variável, mas também afeta a renda fixa. Quando um investidor vende seu título antes de seu vencimento, isso acarreta uma oferta maior que a procura, causando uma variação dos valores, assim, o investidor estará passando por volatilidade na renda fixa.

A volatilidade sempre surge com períodos de incertezas, um exemplo foi a pandemia que gerou uma reviravolta no mercado financeiro. Cabe ao investidor analisar bem o mercado antes de realizar seus investimentos.

Insights finais

A volatilidade é importantíssima para analisar o comportamento dos ativos e a partir desta análise aplicar as melhores estratégias.

As oscilações do mercado podem trazer riscos, mas, também podem proporcionar bons lucros para o investidor.

É importante que o investidor tenha em mente quais riscos quer correr a partir de seus objetivos e estratégias financeiras. Quando as estratégias estão definidas fica mais fácil realizar as negociações na Bolsa de Valores.

Mas, o investidor precisa entender bem o mercado financeiro, o ativo em que pretende realizar seus investimentos, os indicadores e vários outros pontos importantes para que não sofra perdas financeiras.

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Carteira Inteligente de Investimentos
Carteira Inteligente de Investimentos