Guru Hub
ETF de Bitcoin: O que é, importância e relação com o preço do BTC

ETF de Bitcoin: o que é, importância e relação com o preço do BTC

A nova modalidade pode abrir portas para investidores tradicionais entrarem de cabeça no mercado de criptoativos

A aprovação do ETF de Bitcoin, um evento aguardado com grande expectativa pelos investidores, finalmente ocorreu ontem. Com o fundo regulamentado em bolsa obtendo aprovação, há uma antecipação de um aumento ainda maior no influxo de capital institucional no mercado de criptomoedas em comparação com a situação atual.

A atenção do mundo estava voltada para o comportamento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), cujas decisões poderiam alterar significativamente a perspectiva dos ativos digitais. Agora, com o ETF de Bitcoin aprovado, é crucial analisar como essa aprovação influenciará o preço do BTC e considerar as opiniões dos especialistas.


Invista em ETFs e Cripto com o Guru App, referência absoluta no mercado

Hoje é impossível negar a realidade: as criptomoedas estão nos portfólios dos investidores. Inclua no seu também com o Guru App e conheça a Carteira Inteligente  para quem não tem tanto tempo assim para acompanhar o emrcado de investimentos!

Comece agora!


O que são ETFs de Bitcoin?

O ETF de Bitcoin é um instrumento financeiro que permite aos investidores ficarem expostos à volatilidade de preços do Bitcoin, sem a necessidade de comprar ou até mesmo armazenar a criptomoeda diretamente.

Basicamente, ele funciona como um fundo de investimento que possui Bitcoins e divide a propriedade desse portfólio em ações negociáveis. Algo semelhante aos fundos imobiliários ou outros produtos deste tipo. No caso do ETF de Bitcoin, os investidores compram e vendem essas ações no mercado tradicional, bem parecido com o que fariam com papéis de empresas. 

A flexibilidade deste método adiciona mais segurança ao investimento em criptomoedas, já que oferece uma regulamentação e elimina algumas barreiras, como posse do ativo e até possíveis complexidades da gestão de mais de uma carteira de Bitcoin.

Como funciona um ETF?

Essencialmente, o ETF opera como um fundo de investimento que detém Bitcoins e divide a propriedade desse portfólio em ações negociáveis, semelhante aos fundos imobiliários ou outros produtos similares. No contexto do ETF de Bitcoin, os investidores compram e vendem essas ações no mercado tradicional, seguindo uma dinâmica semelhante à negociação de ações de empresas.

A flexibilidade desse método proporciona maior segurança ao investir em criptomoedas, pois oferece regulamentação e supera barreiras, como a posse direta do ativo e possíveis complexidades associadas à gestão de múltiplas carteiras de Bitcoin.

Quanto ao funcionamento de um ETF, trata-se de um fundo regulamentado em bolsa que acompanha o desempenho de um índice, commodity ou ativo específico. No caso do ETF de Bitcoin, o fundo adquire uma quantidade considerável da criptomoeda e emite ações que representam frações do valor desses Bitcoins.

Quando o preço da moeda digital flutua, o valor dessas ações também se ajusta proporcionalmente. Isso proporciona aos investidores uma abordagem relativamente passiva para investir em Bitcoin, com a capacidade de negociar essas ações por meio de plataformas de corretagem tradicionais, aproveitando a regulação e proteção associadas aos produtos financeiros convencionais.

Impactos do ETF de Bitcoin no mercado de criptomoedas

A entrada do ETF de Bitcoin é percebida como um marco significativo para o mercado de criptomoedas, indicando maturidade e uma crescente aceitação do ativo digital entre os principais players, incluindo grandes empresas. Facilitando o acesso tanto de investidores institucionais quanto de varejo ao Bitcoin, o ETF tem o potencial de impulsionar a liquidez e estabilidade do ativo, exercendo um impacto direto, possivelmente positivo, sobre o preço do token.

Além disso, o ETF funciona como um “selo de aprovação”, sinalizando confiança regulatória na criptomoeda, o que pode estimular mais investimentos e avanços tecnológicos provenientes dessa inovação.

Mercado de criptomoedas maduro

ETF de Bitcoin representa uma maturidade nunca antes vista pelo mercado de criptomoedas. Caso aprovados, os fundos vão marcar uma espécie de último passo da tecnologia para participar de vez do setor financeiro tradicional – pelo menos na ala dos investimentos.

Com este produto acessível e regulado nos Estados Unidos, muitas novidades e outros fundos semelhantes podem surgir mundo afora, evidenciando ainda mais essa classe de ativos digitais. 

O que esperar daqui para frente?

Um ETF de Bitcoin à vista pode abrir as portas para investidores tradicionais entrarem no mercado de criptoativos, balançando ainda mais o mercado financeiro e sendo uma opção de alto valor para que outros fundos sejam organizados e colocados para as negociações em bolsa de valores.

ETFs de Ethereum à vista têm chances reais de aprovação

Especialistas do setor acreditam que os ETFs de Ethereum à vista têm um caminho claro para aprovação em 2024, com uma previsão de que as negociações comecem já no segundo trimestre.

O preço do Ether subiu cerca de 8% após a aprovação do ETF de Bitcoin, chegando a mais de US$ 2.500 pela primeira vez desde maio de 2022. O Ether está sendo negociado a US$ 2.647 no momento da publicação deste artigo, acumulando ganhos de 7% nas últimas 24 horas.

Antes da aprovação do Bitcoin à vista pela SEC, o diretor de investimentos da Valkyrie Funds, Steven McClurg, disse que não ficaria surpreso se ETFs de Ether e XRP à vista chegassem ao mercado depois do Bitcoin.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar!

César Augusto

Produtor Musical, Desenvolvedor Web, Especialista em Digital Development e também apaixonado pelo mundo dos investimentos.

Carteira Inteligente de Investimentos
Carteira Inteligente de Investimentos