Guru Hub
Tipos de renda fixa

Quais os tipos de renda fixa e como investir?

As aplicações em títulos de renda fixa nem sempre possuem rentabilidade fixa

Muitas pessoas ficam em dúvida se vale a pena investir na renda fixa com a taxa de juros baixa. A resposta é sim, existem modalidades atrativas que devem ser levadas em consideração de acordo com cada momento econômico.

A renda fixa é de fato a maneira mais segura de aplicar o seu dinheiro, porém com menor rentabilidade do que os ativos de renda variável.

O mundo da renda fixa vai muito além da poupança, do Tesouro Direto e dos CDBs. Existem diversas outras aplicações, como LCIs, LCAs, fundos, ETFs, debêntures, Letras Financeiras, CRIs e CRAs.

Os títulos de renda fica podem ser classificados em três categorias:

Títulos Prefixados

Os investimentos em títulos de renda fica prefixados são aqueles em que a rentabilidade é fixada no ato da aplicação e é determinada previamente (de 14% a.a., por exemplo). Vale ressaltar que a taxa só é garantida se o investimento for levado até o prazo do vencimento. Ele pode ser considerado um investimento de baixo risco por ter uma rentabilidade previsível.

Títulos Pós-fixados

Nos investimentos de renda fixa pós-fixados o retorno fica atrelado à variação da taxa básica de juros da economia (SELIC ou CDI). Apesar de não saber ao certo qual a rentabilidade ao final do período, é um investimento de baixa volatilidade, pois as variações na taxa de juros SELIC não são frequentes e não costumam ser muito significativas.

Em geral são investimentos conservadores e possuem alta liquidez, ou seja, possuem prazos curtos de resgate. Por isso são muito indicados para a constituição da reserva de segurança. Nos investimentos de renda fixa pós-fixados, o retorno do investimento (rentabilidade) só será conhecido na data de vencimento do título. Normalmente está atrelado ao CDI/Selic.

Leia também ✔️  O que são ações Blue Chips e dicas de como escolher as melhores

Leia também:

Títulos Híbridos

Nestes investimentos a rentabilidade é composta de duas partes: Taxa de juros prefixada e outra parte relacionada ao IPCA. Nesta segunda parte, a indexação é vinculada à inflação, protegendo o seu poder de compra, porque acompanham e inflação do período. Normalmente têm prazos de vencimento mais longos que, no caso de títulos públicos podem chegar a 40 anos.

Os investimentos indexados à inflação têm uma grande vantagem que é oferecer rentabilidade real, ou seja, garantem uma taxa acima da inflação. O ponto que deve ser observado é a volatilidade (oscilação). Especialmente nos títulos com vencimentos longos, a volatilidade pode ser muito grande e existe a possibilidade de perdas caso o investidor precise resgatar seus investimentos antes do prazo. Em geral são ótimas opções para os objetivos de longo prazo, especialmente para a independência financeira.

Como investir em renda fixa?

O investimento em renda fixa pode ser feito através dos bancos tradicionais e das corretoras. Existem oportunidades diversas em cada instituição.

Já conhece o APP Guru?

Baixe o APP e reuna todos os seus investimentos em um só lugar. Tenha insights da sua carteira, invista melhor e fique por dentro do que rola no mercado de investimentos.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 7

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP