Guru Hub
Pecados Capitais do Investidor

Os 7 Pecados Capitais do Investidor

Podemos conversar sobre estratégias e dados, mas a verdade é que o maior desafio é ter o controle sobre as suas próprias emoções. É aí que entram os 7 pecados capitais dos investidores. Então, veja quais são e como enfrentá-los!

Quase toda psicologia recente implica que os seres humanos são muito movidos pelo ego e pelas narrativas que escrevemos para nós mesmos do que cálculos desapaixonados. Ou seja, a história que economistas e investidores agem racionalmente com as informações que têm em mãos não é 100% precisa.

A chave para isso é ‘skin in the game’ (pele no jogo) – uma expressão em inglês que significa a exposição aos riscos e recompensas de suas atividades e, é claro, tem um grande impacto no comportamento. É por isso que os simuladores de investimento não funcionam muito bem, é fácil fazer grandes apostas com dinheiro falso. As pessoas investem de forma irresponsável porque não é o teu na reta.

Investir é sobre desenvolvimento pessoal

Não é apenas aumentar sua riqueza, é crescer você mesmo. Ninguém leva isso a sério, mas realmente é um processo de desenvolvimento pessoal.

Quando você investe, você é o seu próprio chefe e recebe um feedback muito claro sobre seu desempenho.

Isso força você a aprender sobre suas falhas e enfrentá-las ou aceitá-las.

Você é hesitante e indeciso ou impulsivo e precipitado? Entra em pânico ao primeiro sinal de problema ou é teimoso demais para admitir que estava errado?

Todas essas características fazem parte da natureza humana e têm impacto direto no sucesso ou prejuízo do investimento.

Como vencer os pecados capitais para investir?

Uma estratégia é tirar parte das suas próprias emoções da equação. Vá com um bom e antigo ETF. Essa é realmente uma ótima forma de investimento caso você não tenha tempo ou vontade de desenvolver suas habilidades de investimento. Não te protege os riscos de mercado (afinal, é renda variável), mas ajuda bastante na diminuição dos erros pessoais.

O grande George Soros, um grande defensor da separação de emoções e investimentos, disse: “se você está se divertindo, provavelmente não está ganhando dinheiro. Bom investimento é chato ”. Essa abordagem se casa totalmente com o que estamos falando.

No entanto, se você quiser mais controle sobre seus investimentos, também vale a pena tentar gerenciar suas falhas e emoções para melhorar seus investimentos. Honestamente, vale a pena fazer você mesmo!

A estratégia fundamentalista de Ben Graham, pode ser uma boa maneira de te ajudar nos primeiros passos de investimento. Dessa forma você não precisa ficar o dia todo comprando e vendendo ações e pensa no longo prazo.

E quais são os 7 pecados capitais dos investidores?

Vamos analisar algumas das fraquezas mais comuns dos investidores:

Os Sete Pecados Capitais do Investidor

1 – Procrastinação / hesitação

Este é matador – especialmente quando se trata do seu primeiro investimento.

Investir não é para todo mundo, especialmente se você quiser usar seu dinheiro no curto prazo. Mas, pelo menos por experiência pessoal, há muito mais pessoas com um desejo incômodo de começar, mas passam a vida adiando, do que pessoas que decidiram conscientemente que nunca irão investir.

Assim, a Guru nasceu para te dar essa ajuda, sem taxas ou plataformas complicadas. Mas, em última instância, somente você pode corrigir essa postura. E, como toda procrastinação, significa engolir o choro e seguir em frente.

2 – Arrependimento

Um comportamento semelhante está focado nas oportunidades perdidas. Irritado por não ter tomado o que acabou sendo uma decisão perfeita, você fica obcecado com isso ou se recusa a tomá-la agora porque está psicologicamente abalado. É a famosa dor de corno. 

A dica de ouro é que sempre iremos nos lembrar das nossas falhas em não ter entrado e ganhado do que daquelas que você ficou de fora e se deu bem.

Tente considerar a decisão com as informações que você tinha no momento e não relativizando depois.

3 – Impulsividade

Você cresceu quebrando muitos controladores de videogame?

Decisões precipitadas e impulsivas podem ser sua fraqueza.

Todo investimento no universo flutua. Vender no pânico ao primeiro sinal negativo ou queda de preço é uma boa maneira de garantir que você perca a maioria dos seus investimentos.

Leia também ✔️  As 10 coisas que fazem o seu dinheiro ir para o "ralo"

Um erro mais sutil é vender antes do ideal e reduzir seus retornos.

Em vez de considerar o desempenho total de seus investimentos, muitas pessoas fazem uma distinção binária entre vitórias e derrotas, categorizando seus investimentos como “Eu estava certo / inteligente?”. Isso pode levá-lo a vender para obter lucro rapidamente pelo retorno psicológico de uma escolha certa e perder todo o crescimento posterior.

O oposto, mas apenas (se não mais) perigoso é…

4 – Teimosia

A pior combinação de comportamentos é cortar as suas vitórias precipitadamente e, em seguida, administrar as suas perdas teimosamente. É obviamente autodestrutivo, mas muito psicologicamente tentador. Muitas pessoas odeiam perder mais do que gostam de ganhar e, por isso, farão qualquer coisa para adiar uma perda.

Há um monte de truques e frases que as pessoas usam para evitar mudar de idéia e reconhecer a perda, desde ignorar os fatos até se abraçar eternamente em uma ação até ela virar pó (quem não lembra da OGX).

Frases como “é apenas prejuízo se você vender” são tecnicamente verdadeiras, mas também tecnicamente perigosas.

Ser firme é realmente bom para investir – você não deve necessariamente mudar sua estratégia apenas porque as coisas não acontecem imediatamente como esperado. Mas quando os fatos de um investimento mudarem, não tenha medo de mudar de idéia.

5 – Seguindo outros

Especialmente se você é novo no mundo do investimento, pode ser tentador (e economiza tempo) delegar suas decisões para seguir um amigo, um conhecido mais experiente ou aquele influenciador que todos falam. Novamente, não é uma má idéia aprender com um investidor veterano. Mas não basta seguir cegamente. Faça sua própria pesquisa. E, definitivamente, não tome decisões com base no seu apego a essa pessoa.

6 – Em busca de emoção

Você não deveria investir por diversão. Diversão pode ser um efeito colateral do desenvolvimento de sua habilidade ou do sucesso, mas não deve ser o principal resultado. Se é principalmente uma recreação, é um jogo, uma aposta.

Se você realmente quer jogar, isso é com você. Mas é uma má ideia confundir “estou gostando disso” com “sou bom em investir”.

7 – FOMO

“Fear Of Missing Out”, ou, “Medo de Ficar de Fora” é uma frase da moda que também é um comportamento de investimento desgastado pelo tempo! FOMO é um aspecto clássico de bolhas. É doloroso ver outras pessoas enriquecendo rapidamente. Isso é apenas um fato.

Este pecado é particularmente difícil, porque quando resistir ao FOMO significa que, às vezes, você pode perder algo grande e real. Mas muitas vezes os investidores da FOMO entram em ativos espumosos, assim como os primeiros investidores estão lucrando com seus retornos e acabam segurando a sacola (em chamas).

Não é uma coisa ruim aprender com a liderança dos outros, mas se você realmente acredita que um investimento é ruim, não compre apenas porque aquele cara lá falou.

E como vencer esses pecados capitais e se tornar um melhor investidor?

Pontuamos as falhas de forma excessiva para ilustrar os problemas que elas podem causar. Mas como tudo na vida, com moderação um pouco de cada pode ser até saudável. 

O ponto não é descobrir suas fraquezas e apenas fazer o oposto. Às vezes, emoções defeituosas podem levar a bons resultados. Por exemplo, às vezes a teimosia o mantém abraçado em uma pedra afundando, outras, em uma coisa boa. O FOMO durante a bolha da Internet poderia levá-lo à Amazon ou ao Pets.com.

Mas, de qualquer forma, a decisão não deveria ter se baseado nessas emoções.

O objetivo é descobrir suas inclinações, isolar suas emoções e garantir que elas não estejam controlando você. 

Reserve um tempo para estudar e tomar a sua decisão e, em seguida, analise por que você a tomou. Uma vez feito, siga em frente.

E se tudo isso parece muito complexo e trabalhoso: sério, ainda existe os ETFs.

Quer conhecer mais sobre o mercado? Conheça o APP Guru.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP