Guru Hub
Mercado de opções: o que é e como investir?

Mercado de opções: o que é e como investir?

Confundido por algumas pessoas com o mercado de ações, o mercado de opções oferece diferentes vantagens ao investidor

Quem já investe na Bolsa de valores certamente já ouviu falar em investir em opções. Elas também são negociadas na B3 e estão atreladas a outros ativos de renda variável, como as ações. Por isso, são ativos muito procurados e falados por investidores.

Ao adquirir uma opção, o comprador (chamado de titular neste tipo de operação) garante que poderá investir no futuro a um preço pré-determinado, diferentemente de quem adquire uma ação, que passa a ter na mesma hora parte da companhia, como um investidor direto. Essa é a maior diferença entre ações e opções.

Então… Por que investir em opções?

Os direitos de compra e venda de ações no mercado de opções possuem sempre preços e prazo pré-fixados. Ou seja, a compra de opções protege o investidor de, no futuro, ter que pagar um valor maior em uma empresa do que aquele pelo qual está sendo negociado atualmente. Quando o titular adquire uma opção, ele está comprando do lançador, que é quem sempre realiza a venda da opção.

A maior característica como já mencionado é que quem investe em opções consegue se proteger das oscilações do mercado. Esse tipo de ativo/investimento faz parte do mundo dos derivativos. Nele, o investidor realiza contratos que, como o próprio nome diz, derivam grande parte de seu valor de um outro ativo.

Atualmente existem diversas corretoras que trabalham com o mercado de derivativos, oferecendo opções diversas para quem quer investir em renda variável com excelentes oportunidades.

Como funciona o mercado de opções?

O titular e o lançador não negociam o ativo a princípio, e, sim, o prêmio. O prêmio consiste no valor que garante o direito sobre a compra ou a venda de um ativo-objeto (valor mobiliário sobre o qual se cria um contrato derivativo).

O ativo-objeto pode ser desde uma ação até uma moeda. O valor de venda ou compra deve ser acordado no instante em que é realizado o contrato, denominado strike price (preço exercido).

Para qual perfil de investidor as opções são indicadas?

O mercado de opções não é muito indicado para investidores que possuem pouca experiência na bolsa de valores.

Esse tipo de investimento possui alguns aspectos de risco para ser levado em consideração. Recomendamos para quem possuem conhecimento prévio do mercado e tenha apetite por risco.

Quais são os riscos da operação?

Por terem prazo definido de validade e serem derivativos, as opções possuem maior volatilidade e isso pode representar, consequentemente, um risco maior.

O mercado de opções apresenta alguns riscos – em especial os abaixo destacados – dos quais os investidores devem estar conscientes. Por exemplo, a alavancagem significativa proporcionada pelas opções pode gerar ganhos substanciais sobre uma pequena quantia de capital investido, mas também grandes prejuízos.

Além desses riscos específicos, o investidor em opções está igualmente sujeito às forças mais gerais que regem a oferta e a demanda, e aos riscos associados ao ativo-objeto. As ordens para o mercado de opções deverão ser feitas, exclusivamente, pelos canais tradicionais, diretamente a mesa de ações da Corretora.

Abaixo alguns riscos de investir em opções a serem levados em consideração:

Risco do Titular (Comprador) da Opção de Compra

O risco do titular de uma opção está limitado ao valor pago pelas opções (o prêmio). No entanto, é necessário que o investidor esteja consciente de que poderá perder até a totalidade de seu investimento, se o comportamento do preço a vista, após a aquisição das opções e até o seu vencimento, não for favorável à sua posição (as opções são válidas apenas por determinado período, ao final do qual expiram).

Leia também ✔️  Quanto custa investir em ações? Veja as taxas e impostos

Opções de Compra que “Viram Pó”

Se no vencimento das opções de compra o preço a vista do papel for inferior ao seu preço de exercício, não será vantajoso para o investidor que a possui (o titular) exerce-la. Como as opções expiram (perdem a validade) na data de vencimento, elas também não terão qualquer valor de negociação, pois não existirão investidores interessados em compra-las.

No jargão do mercado financeiro, terão “virado pó”. Para o titular das opções de compra nessa condição, isso significa que perder integralmente o investimento (o prêmio pago).

Risco na Venda a Descoberto (Lançamento de Opções de Compra)

O lançamento de opções de compra a descoberto, ou seja, o recebimento de uma quantia em dinheiro (o prêmio) para assumir o compromisso de vender ações, que o investidor não possui, é uma estratégia que envolve elevado grau de risco, na verdade ilimitado.

Veja o porquê:

O titular dessa opção (o investidor que pagou o prêmio para o lançador assumir o compromisso de vender o ativo-objeto, ao preço de exercício, caso ele resolva exercer o direito de compra) somente vai exercê-la se isso for interessante para ele, ou seja, se o preço a vista do papel for superior ao preço de exercício da opção.

Para o lançador a descoberto (o investidor que recebeu o prêmio, assumindo o compromisso de vender o papel pelo preço de exercício, caso titular da opção resolva exercer o seu direito de compra), isso significa que ele será obrigado a adquirir as ações no mercado a vista para entrega-las pelo preço de exercício. A partir do momento em que a diferença entre o preço a vista e o de exercício for maior que o prêmio recebido, o lançador estará incorrendo em prejuízo, que aumentará de acordo com a valorização da cotação a vista. Além disso, durante toda a vigência de sua posição, o lançador a descoberto estará obrigado a depositar garantias para cobrir os prejuízos potenciais da operação, cujo valor é calculado diariamente.

Prazo de Expiração das Opções

O investidor que adquire uma opção (o titular) deve estar consciente de que seu direito de exerce-la é válido apenas durante seu período de vigência. Após a data de vencimento, a opção expira, perdendo totalmente sua validade.

Na BOVESPA o exercício da opção não é automático, ele deve ser solicitado pelo titular da opção à sua Corretora.

Isso significa, que mesmo nos casos em que o exercício é claramente vantajoso para o titular, ele somente ocorrerá se for comandado pela Corretora, atendendo instruções recebidas do titular.

Na hipótese de um titular, nessas condições, deixar de solicitar o exercício, opção vai expirar e o investidor, além de não ter se aproveitado de uma situação vantajosa, ainda perderá integralmente o prêmio pago quando da aquisição das opções.

Leia também: Feriados Bolsa de Valores (2021)

Código de Identificação da Negociação das Opções

No sistema de negociação da BOVESPA, as séries de opção autorizadas pela BOVESPA são identificadas pelo símbolo do ativo-objeto associado a uma letra e a um número.

Sigla Opções Ações
Composição da sigla

A letra identifica se é uma opção de compra ou de venda e o mês de vencimento (ver quadro abaixo), e o número indica um determinado preço de exercício:

OpçãoVencimento
CompraVenda
AMJaneiro
BNFevereiro
COMarço
DPAbril
EQMaio
FRJunho
GSJulho
HTAgosto
IUSetembro
JVOutubro
KXNovembro
LZDezembro

Exemplos:

  • PETR H18 – Opção de Compra sobre Petrobrás PN, com vencimento em agosto e preço de exercício de $180,00 por lote de mil ações*.
  • VALE V23 – Opção de Venda sobre Vale do Rio Doce PNA, com vencimento em outubro e preço de exercício de $30,00 por ação*.

(*) A identificação das séries autorizadas e seus respectivos preços de exercício são divulgadas diariamente pela BOVESPA.

Já conhece o Guru App?

Com o Guru App, aplicativo de investimentos, você reúne todos os seus ativos num único lugar, investe sem corretagem, aprende a investir melhor e recebe dicas e insights valiosos da sua carteira e do mercado financeiro.

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 20

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP