Guru Hub
Erros ao investir em FIIs

Os 5 principais erros ao investir em FIIs

Erros são muito comuns ao investir em renda variável

Não seja daquele tipo que lê superficialmente sobre algum assunto em alta e já sai investindo sem entender a essência. Isso acontece com os FIIs, os tais fundos imobiliários, que são muito abordados pelas corretoras, analistas e canais de publishers.

A Selic ainda ainda está num nível super baixo, comparado ao histórico dos últimos anos, e por isso é é possível notar uma grande quantidade de investidores iniciantes migrando da renda fixa para ativos de renda variável.

Os Fundos Imobiliários são menos voláteis do que as ações e proporcionam rendimentos mensais aos investidores, o que virou moda no mundo nos investimentos, mas você precisa saber algumas coisas antes de investir.

Ao entrar na bolsa de valores e começar a adquirir cotas de fundos imobiliários, a maioria dos investidores iniciantes comete alguns equívocos que poderiam ser evitados.

Nessa levada o time o da Guru preparou um conteúdo educativo sobre os erros mais comuns ao investir em FIIs, de interesse para quem quer entrar nessa onda. Esses são apenas cinco, mas garantimos que existem outras variáveis que devem ser notadas e percebidas como entendedor do mercado, das empresas, da economia, etc…

Confira os erros:

Não entender e estudar a operação

Antes de comprar, estude, pergunte, entenda… Só assim você poderá dar um passo mais inteligente. Ninguém compra algum produto tangível (celular, carro, etc…) sem antes ler não é verdade? É o mesmo cenário com os Fundos Imobiliários (Fiis).

A leitura do relatório gerencial do fundo é imprescindível para todo investidor. Lá você terá acesso aos resultados como um todo, histórico da empresa e outros fatores de análise, que irão ajudar você a conhecer esse novo amigo.

Você tem que acompanhar o histórico, notícias, depoimentos, etc e etc… SEMPRE..

Não diversificar seus investimentos

Embora mais sutis, investir em FIIs é investir com risco, que são minimizados com a diversificação. Investir em alguns fundos na carteira é interessante, saiba mais sobre os tipos de fundos imobiliários AQUI. É recomendável investir em fundos de diferentes segmentos – lajes corporativas, papéis, shoppings, galpões, híbridos e desenvolvimento.

Uma frase para ficar na sua cabeça sempre:

Diversificação reduz os riscos, aumenta a previsibilidade e impulsiona os retornos.

Robert Brokamp, da Motley Fool

Não focar no longo prazo

Não entre ou saiua por causa de um movimento breve. Entenda o mercado, aposta no seu estudo e diversifique uma carteira pensando em longo prazo. Dessa forma os resultados serão mais sólidos.

Leia também ✔️  Fundo cambial: O que é e como investir em fundos cambiais?

Não compre ou venda fundos imobiliários somente pela variação da cota, sem analisar o ativo na aderência à sua estratégia e na essência da capacidade de geração de renda.

Fundos Imobiliários não devem ser tratados como Reserva de Emergência

Mesmo que os FIIs oscilem menos que as ações, tornar o FIIs como reserva de emergência pode ser uma bad decision que irá te custar dinheiro. A reserva de emergência serve para que a pessoa tenha um dinheiro reservado para custear suas despesas mensais ou algum imprevisto que venha acontecer. Esolha ativos com liquidez diária/mensal para atuar nesse sentido.

Embora o FIIs seja menos volátil do que as ações, há oscilação de mercado e no momento de necessidade, o montante investido pode estar valendo menos do que foi investido.

Escolher os FIIs apenas pelo Dividend Yield (DY)

O Dividendo Yield é o indicador que mede a relação entre os dividendos pagos pelo fundo imobiliário em relação à cotação atual do ativo. O senso comum é fazer a escolha de fundos com os maiores DY, porém na análise mensal ou de um tempo maior, pode ocorrer oscilação para baixo devido à diversos fatores como ganho de capital, venda de ativos, receitas não recorrentes, renda mínima garantida (RMG), revisionais e reajustes de aluguéis, que influenciam diretamente na real rentabilidade do fundo.

Comprar o ativo em um momento de alta e, após o período de distribuição desses dividendos excepcionais, o valor da cota tende a se ajustar a um novo patamar, podendo trazer prejuízos.


Gostou do nosso conteúdo?

Com o Guru App de investimentos você pode investir e acompanhar seus investimentos em ações, fundos, ETFs, Fiis, e mais em tempo real. Acompanhe a performance da sua carteira e receba insights, conteúdos valiosos para sua trajetória de se tornar um investidor Guru.

Compartilhe o conteúdo, favorite o Guru Hub e bora investir mais e melhor!

🏆➜ Avalie nosso conteúdo:

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 12

Seja o primeiro a avaliar!

Guru

Um Guru no mercado financeiro é aquele que sempre quer aprender a investir melhor...

Guru APP